19 de dez de 2013

Luke Skywalker & Charles Darwin

Em um artigo atualizado no final de 2009, o professor de bioquímica Sergio Pena traça uma comparação entre o personagem (ilustração) da saga Guerra nas Estrelas e o naturalista britânico, autor do fundamental “A Origem das Espécies”. Segue uns trechos selecionados e, no final, o link para uma leitura de todo ele.

“Em seu brilhante trabalho de mitologia comparativa, Joseph Campbell (1904-1987) verificou que os heróis de todas as culturas e religiões humanas compartilham um arco de vida similar, que ele chamou de “monomito”. No livro O herói de mil faces, ele descreve que, no processo de se transformar de humano em herói, o personagem universalmente passa por três estágios previsíveis: separação – iniciação – retorno. Isto é especialmente bem exemplificado na trajetória do herói Luke Skywalker em Guerra nas estrelas, pela simples razão de que a sua estória foi escrita por George Lucas estritamente seguindo as teorias de Campbell.”

“O arco de vida de Darwin acidentalmente seguiu de maneira fiel o script monomítico de Campbell. Separação: o jovem destinado a se tornar pároco na Inglaterra vitoriana e ter uma vida monótona abandona seu país para uma aventura de volta ao mundo no navio Beagle. Iniciação: na viagem de cinco anos (dos quais ele passou 2/3 do tempo em terra), Darwin vence várias agruras como constante enjoo no mar, perde a fé religiosa, descobre sua vocação de naturalista e coleta uma fantástica coleção de espécimes biológicos. Retorno: Darwin completa sua aventura no isolamento de sua mansão campestre e emerge como autor da Origem das espécies, um livro contendo ideias que deram novo sentido à biologia e modificaram radicalmente a visão que a humanidade tem de si própria e de seu lugar no universo. Certamente uma trajetória mitológica perfeita – não é de se surpreender que Darwin tenha se tornado um super-herói.”

http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/deriva-genetica/darwin-o-super-heroi

Nenhum comentário: